domingo, 9 de setembro de 2012

Carpe Diem - por Thiago Assoni




O Seguro do estarmos vivos
É saber que logo morreremos.
Essa é nossa única certeza.

Não sabemos o que nos aguarda ao virarmos uma esquina
ou ao descermos uma escada, um elevador talvez.
Não se sabe o que vai acontecer ao atravessarmos a rua
ou mesmo na hora de ir deitar.
E tem gente que se liga em coisas tão, tão pequenas.
Aprendi que nosso coração não deve ser bagageiro
ficar cheio de coisas inúteis.
Deixo-o livre para o novo.
Carregá-lo demais pode fazer mal a você mesmo.

Sabemos que temos o poder de ser feliz
Mas teimamos em deixar esse Dom na mão dos outros.
Seja mais você em 100% do seu dia.
Olhe-se no espelho, sorria.
É meio besta, mas é gostoso quando você o faz.
Tome um longo banho, tire um momento seu com você mesmo.
Quanto tempo faz que você não conversa com sua mente?
Escreva, ouça música, dance na sala.
Saia sozinho, visite um parque, abrace uma árvore.
É meio besta, mas é incrível quando você o faz.

Acorde pensando em você.
Pois a única certeza da vida
é que o amanhã pode não existir...
E você não teve tempo de se Amar.



PS: escrito ao som de Fake Plastic Trees - RadioHead

4 comentários:

  1. Lindo mesmo. Tenho que manter isso sempre em mente.

    ResponderExcluir
  2. Eu sou meio besta assim!
    Azar de quem não é. Não é mesmo?

    ResponderExcluir
  3. Cara...fantastico,maravilhoso me identifiquei bastante...Tipo entre partes,foi um concelho pra mim...

    ResponderExcluir
  4. Lindos poemas, parabens.

    ResponderExcluir